Prova mostra a realidade empresarial

in Expresso, 8 de Julho de 2022

Legenda da foto: Paulo Barreto e João Matoso Henriques com as equipas apoiadas pelo Crédito Agrícola

No Global Management Challenge os estudantes são desafiados a gerirem uma empresa ao longo de cinco semanas.

O Crédito Agrícola (CA) recebeu no final de junho, nas suas instalações em Lisboa, duas equipas que está a apoiar no Global Management Challenge 2022. Esta ação visou conhecer novos talentos e mostrar-lhes as oportunidades de trabalho que podem ter neste banco.

“Este ano temos a possibilidade de receber os participantes que apoiamos nesta iniciativa, de os conhecer e mostrar-lhes o nosso programa de estágios”, explicou Paulo Barreto, diretor central de Recursos Humanos do CA, durante o evento. Acredita que estes alunos de Gestão podem encontrar neste programa uma oportunidade de trabalho. Para ele, o Global Management Challenge “é uma competição, mas sobretudo é formação e aprendizagem. As equipas trabalham como se estivessem a gerir uma empresa e conhecem, através de um jogo, a realidade empresarial”. Ao longo das cinco semanas de competição da primeira volta, os estudantes desenvolveram competências e adquiriram conhecimentos que para o diretor de RH são importantes na hora de contratar.

Francisco Silva lidera a equipa Crédito Agrícola/Company, formada por cinco alunos do 3º ano de Gestão. A equipa qualificou-se para a segunda volta do Global Management Challenge 2022. “É importante para nós conhecer o nosso patrocinador pelo networking que se cria. Sou finalista e o programa de estágios poderá ser uma possibilidade”, afirmou durante o evento. Quanto à competição em si, revelou que lhe permitiu e aos seus colegas “perceber de uma perspetiva diferente o que é o contexto empresarial e desenvolver as nossas competências de gestão”. Na próxima etapa espera uma competição mais feroz e promete um melhor desempenho.

Formada por cinco estudantes do 1º ano de Gestão, a equipa Crédito Agrícola/Nozelos é liderada por Marta Conceição, que também valorizou o convívio com o patrocinador, embora no seu caso e no dos seus colegas ainda esteja longe a procura de um estágio. E explicou ainda que neste desafio “experimentámos uma dinâmica de equipa muito próxima do mercado de trabalho e aprendemos a gerir diversas variáveis”. Ausentes da segunda volta, estes estudantes querem participar novamente no próximo ano, já que consideram ter sempre algo a aprender numa iniciativa como esta.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Fotógrafo/Expresso: Tiago Miranda

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

mw-1920UCP