Um dia de prova para alcançar o título de campeão

in Expresso, 13 de novembro de 2021

A final nacional da edição de 2021 está agendada para dia 30 e a Accenture e a EDP contam com equipas nesta fase.

A última etapa do Global Management Challenge 2021 realiza-se no último dia deste mês, altura em que oito equipas vão disputar o título de campeão nacional. A Accenture e a EDP estão de novo presentes numa final nacional, respetivamente com três equipas de estudantes e uma de quadros, que querem ter um bom desempenho e alcançar a vitória.

Tanto para a EDP como para a Accenture é um orgulho e prova da capacidade das suas equipas chegar a esta última etapa de um desafio que consideram ser uma ação de formação em gestão. “Pela sua dinâmica e grau de complexidade e exigência, esta prova promove o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais muito úteis e adaptáveis ao dia a dia das organizações”, revela José Pedro Borges, responsável pelos temas de atratividade, recrutamento, inclusão, desenvolvimento e gestão de talento da EDP. Já Rui Sales Rodrigues, diretor de Marketing e Comunicação da Accenture Portugal, considera que esta competição “dá capacidades muito importantes de domínio nas áreas da estratégia e gestão. Permite planear, regular, avaliar e perceber que cada função tem a sua importância e que sem planeamento, capacidade de ajuste ao longo do caminho e capacidade de autoavaliação é muito mais difícil gerir uma empresa com sucesso”.

Uma aprendizagem atestada por Karan Narayan, da equipa EDP Team 2, de quadros. “Desenvolvemos uma visão holística da gestão de uma empresa e observámos que existem muitas variáveis que devem ser consideradas. Nunca devemos subestimar os concorrentes, temos de procurar compreen­der a sua posição e prever as suas decisões de modo a ajustar a nossa estratégia”, afirma. Para vencer, a sua equipa conta com “diferentes pontos de vista e backgrounds, aliados a uma tomada de decisão muito pragmática e democrática.”

As equipas que disputam a final nacional têm apenas um dia para tomar cinco decisões de gestão.

Rodrigo Ramos, líder da equipa Accenture Tc/Econom-IST, de estudantes, espera vencer a próxima etapa, e para isso “contamos com coragem para adotar estratégias arriscadas sempre que necessário, minúcia nos pormenores, extração do máximo de retorno da gestão de todos os aspetos relevantes na simulação e muita atenção às estratégias dos adversários”.

Para chegar à final nacional, André Souto, líder da equipa de estudantes Accenture/Beybladers, conta que “traçámos objetivos em conjunto e confiámos a cada elemento uma parte. No fim, encaixámos tudo e adaptámos às mudanças do mercado. Aprendemos como tomar certas decisões pode ter diversos impactos no mercado”. Tomás Roos, chefe da Accenture/Buybckbois, também de estudantes, considera que “a vitória não será fácil, mas é certamente alcançável”.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Foto: D.R.

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

foto_SiteDMP_1981