Exercício formativo de gestão e estratégia empresarial

in Expresso, 23 de outubro de 2021

Legenda da Foto: Francisco Sá, Presidente do Conselho Diretivo do IAPMEI

Na prova, os participantes trabalham em equipa, testam estratégias e tomam decisões para atingir o sucesso.

O IAPMEI é uma das entidades que anualmente apoia o Global Management Challenge e a participação de equipas. Para Francisco Sá, presidente do Conselho Diretivo deste organismo, este é um desafio que forma para a área da gestão e que contribui para o desenvolvimento do tecido empresarial nacional.

“Acreditamos que este exercício formativo em gestão e estratégia empresarial, realizado num ambiente de simulação real, é útil à capacitação das nossas PME”, revela. Na opi­nião deste dirigente, o exercício da gestão não é fácil e o processo de tomada de decisão, particularmente em tempos de incerteza como os atuais, coloca desafios cada vez mais exigentes. Daí que “o conceito por detrás desta prova seja o reconhecimento de competências que influenciam o sucesso na vida das empresas. Isso é importante para os participantes que já trabalham e para os estudantes, que acabarão por trabalhar ou criar a sua empresa. A aprendizagem gera confiança e segurança, e estas são características determinantes no mundo empresarial”.

Na perspetiva de Francisco Sá, os recém-licenciados saem das faculdades onde aprenderam essencialmente conteúdos técnicos. “O treino a que estão sujeitos no Global Management Challenge desenvolve potencialmente a capacidade para trabalhar em equipas multidisciplinares, capacidade de tomada de decisão, perceber a importância da definição da estratégia numa organização e de construir uma abordagem consistente, alinhada com essa estratégia”, explica.

E para quem quer criar a sua empresa este desafio pode ajudar a alcançar o sucesso. “Em termos estatísticos, uma em cada três startups fecha portas ao fim de um ano. O empreen­dedorismo, muito mais do que a ideia ou conceito e a sua implementação, exige conhecimento e domínio das ferramentas da gestão para assegurar a continuidade e sustentabilidade dos projetos. Também aqui a participação nesta competição pode fazer a diferença”, afirma Francisco Sá.

Anualmente, dezenas de universitários participam em equipa neste desafio. Refere Francisco Sá que esta prova permite às PME descobrirem talentos na gestão. “A complexidade da tomada de decisão, a imprevisibilidade dos concorrentes e a influência que as suas decisões têm nos resultados aproximam esta competição do ambiente real e acabam por ser um bom teste de recrutamento”, frisa.

OITO FINALISTAS

As equipas que se qualificaram para a final nacional, agendada para novembro, terão apenas um dia para provarem o que valem. A Accenture Portugal é a empresa mais representada, com três equipas. A Deloitte, Glintt, Zenki, EDP e ISG contam com uma equipa cada.

Consulte a Classificação Final da Segunda Volta do Global Management Challenge 2021: (clique aqui)

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Foto: D.R.

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

teresa RENiefp valadas