Estudantes vencem Global Management Challenge 2020

in Expresso, 19 de março de 2021

Legenda da foto: A final nacional da 41ª edição do Global Management Challenge realizou-se pela primeira vez exclusivamente online. Imagem da interação entre Filipa Freitas, da organização, com os três elementos da equipa vencedora a IT Sector/Abaa

Iniciativa de gestão – Esta competição, organizada pelo Expresso e a SDG e que envolve equipas de estudantes, quadros e mistas, teve a sua primeira edição em 1980. A sua internacionalização começou em 1981, está atualmente em 36 países e já mobilizou 750 mil participantes em todo o mundo.

Final nacional – Seis equipas de universitários e duas de quadros tiveram um dia para tomarem cinco decisões sobre a vida de uma empresa e provar o seu valor na área da gestão.

A edição de 2020 do Global Management Challenge terminou no início desta semana com a realização no dia 15 da final nacional que decorreu pela primeira vez totalmente online. Participaram na prova 320 equipas, mas apenas oito, das quais seis de estudantes e duas de quadros, chegaram à última etapa. A vitória foi alcançada pela IT Sector/Abaa, formada por um estudante de engenharia mecânica e dois de gestão.

Preparação foi a aposta dos vencedores para ficarem em primeiro lugar nesta 41ª edição da competição. Alexandre Amaro, chefe da equipa contou após a divulgação dos resultados, apresentados este ano também em versão online no dia 16, que “trabalhámos para este objetivo, preparámos todos os cenários possíveis e imaginários, já que nas finais nacionais o tempo da tomada de decisão é mais curto do que na primeira e segunda voltas e se aparece algo de imprevisível é muito complicado adaptarmo-nos”.

O líder da equipa IT Sector/Abaa estuda engenharia mecânica na Universidade do Porto (UP), a sua colega de equipa Beatriz Silva é aluna de gestão na mesma escola e o terceiro membro do grupo, Alberto Carvalho, frequenta gestão na Universidade Nova de Lisboa. Para Alexandre Amaro esta combinação de saberes e experiências foi benéfica. A distância física a que já estavam habituados nas tomadas das decisões da primeira e segunda voltas ajudou no dia de competição em que mais uma vez voltaram a estar separados fisicamente, mas a trabalhar em conjunto para vencer. Dividiram tarefas e confiaram no trabalho de cada um.

Depois de vencer a final nacional a equipa vencedora prepara-se agora para representar Portugal no evento mundial que vai juntar as melhores equipas dos mais de 30 países onde esta competição se desenrola.

Na final nacional do Global Management Challenge as equipas têm um só dia para efetuar cinco tomadas de decisão de gestão que correspondem cada uma a um trimestre de atividade da empresa e abarcam as mais diversas áreas desta, desde as finanças aos recursos humanos, passado pela produção e marketing. Ganha a equipa cuja empresa obtenha o melhor desempenho do investimento.

Para trabalhar a IT Sector/Abaa e as restantes formações em prova tiveram o mesmo histórico, o de uma empresa com alguma atividade que tinha de ser analisada, e a opção dos vencedores foi não arriscar muito no início. “Analisámos a concorrência e nas últimas decisões arriscámos mais, pois já conseguíamos prever o que a outras equipas iriam fazer e qual seria o impacto das nossas decisões”, explicou Alexandre Amaro. Acredita que esta vitória alcançada na segunda participação da sua equipa no Global Management Challenge demonstra as suas capacidades e as dos seus colegas em aplicar os conhecimentos adquiridos.

Preparar a final mundial

Agora é tempo de refletir sobre o trabalho realizado, mantê-lo e aperfeiçoá-lo para na final internacional, prevista para os próximos meses, representar Portugal na disputa pelo título de campeão mundial da edição de 2020, juntamente com os mais de 30 países onde este desafio se realiza.

Devido à pandemia e pela primeira vez na história desta iniciativa não foi possível juntar as oito equipas fisicamente numa sala para disputarem a final nacional, apesar de mesmo neste modelo as decisões serem submetidas online. Nem se realizou a entrega de prémios no habitual jantar de gala no Hotel Ritz. No entanto cada equipa teve direito à sua sala virtual privada, estivessem os seus elementos juntos ou separados fisicamente e foi possível ao Expresso interagir com os participantes.

A CGD_Business Plan, formada por quadros bancários, contou a seguir à tomada da primeira decisão que sentiam o peso da responsabilidade em atingir um bom resultado, já que na edição de 2019 foram os vencedores. Desta vez ficaram em segundo lugar. Pedro Nascimento, o líder, revelou que a primeira decisão não correu como esperado e que esta e a segunda são sempre as mais importantes do dia.

Em terceiro lugar na tabela classificativa ficou a equipa IT Sector/Lederulite constituída por estudantes de engenharia mecânica da UP. Cai Yiwei, líder destes estudantes explicou na prova que “a gestão do grupo à distância é complicada no que toca à comunicação, não é tão interativa”. Quanto ao que viveram nos meses em que disputaram esta edição destacou “o trabalho em equipa que é diferente do realizado na faculdade, já que aqui temos de remar todos na mesma direção”. Apesar das vicissitudes conseguiram alcançar um lugar no pódio.

Visão prática da teoria

A Caisdavilla/Hjpc Sa, da qual fazem parte estudantes de economia e gestão do ISEG e da UP, ficou em quarto lugar. Segundo Hugo Ferreira, chefe da equipa, o Global Management Challenge “dá uma vertente mais prática do que aquilo que aprendemos nos cursos que são sempre mais teóricos. Aqui vivenciamos o que o mercado de trabalho reserva, tomamos decisões e é algo que nos dá a vertente prática que na faculdade acabamos por não ter”.

Também formada por estudantes, desta vez de matemática aplicada à economia e gestão da Universidade de Lisboa, a CGD/MathFcul alcançou a quinta posição. Para Francisco Monteiro, líder destes alunos, “nesta competição aprendemos sobre a dinâmica de trabalho em grupo e resiliência. O nosso conhecimento na área da gestão foi aprofundado”.

As equipas, sejam de estudantes ou quadros, apontam a capacidade de trabalhar sob pressão e em equipa, de gerir melhor o tempo ou de avaliar as decisões tomadas como aprendizagens obtidas nesta prova.

A sexta posição da tabela classificativa foi ocupada pela REN/3J1F1A, de alunos de direito e gestão da Universidade Católica Portuguesa do Porto. “Como o histórico da empresa foi muito diferente da primeira e segunda voltas, tivemos alguma dificuldade em gerir o tempo para a tomada de decisão”, explicou José Coutinho, líder da equipa, durante o dia de competição. Também estes estudantes optaram por dividir tarefas e o facto de estarem na mesma sala física e virtual facilitou, afirmaram, a comunicação sempre que foi necessário discutir números. Desta experiência levam “a capacidade de trabalhar sob pressão e em equipa e de gerir melhor o tempo”.

Quadros em sétimo

A segunda equipa de quadros desta final, também bancários, a CGD_White Collar Crew, atingiu a sétima posição. Tiago Rosa, líder da equipa, revelou após a tomada da primeira decisão que o objetivo era ganhar, apesar de saberem que a concorrência era forte. Desta experiência retiraram “a noção de como funciona uma empresa, estabelecemos estratégias de comunicação e de avaliação do que correu mal e bem”.

A oitava e última posição coube à Accenture/Improv da qual fazem parte três estudantes dos mestrados de contabilidade e de finanças da Universidade de Aveiro. Elói Moita, o seu líder, considerou uma vitória ter chegado à etapa final do Global Management Challenge 2020. “Fortalecemos de forma prática conhecimentos de marketing, gestão da produção e distribuição, recursos humanos e análise financeira. Esta é uma simulação muito realista do contexto empresarial de uma empresa”, afirmou.

Se a pandemia o permitir espera-se que durante a 42ª edição, que arranca em maio, a vida regresse ao normal e a final volte a juntar num só espaço físico as oito equipas finalistas.

A PROVA NUMA PALAVRA

As oito equipas que estiveram a disputar a final nacional do Global Management Challenge 2020 definem a competição em apenas uma palavra. Fica aqui o registo do que esta experiência significa tanto para estudantes como para quadros.

Oportunidade
Tanto a Accenture/Improv como a Caisdavilla/Hjpc Sa optaram pela mesma palavra. Entendem que esta competição permite aprofundar conhecimentos, contactar com outros profissionais, obter novas competências, trabalhar em equipa e crescer pessoal e profissionalmente.

Enriquecedora
É como a CGD_White Collar Crew define esta iniciativa porque dá a conhecer os desafios e dificuldades que se encontram na gestão de uma empresa.

Equilíbrio
Já a CGD_Business Plan, repetente nesta competição, optou por esta palavra como definição já que o Global Management Challenge mostra como uma organização tem de estar permanentemente equilibrada, de acordo com a estratégia definida entre todas as partes que integram o processo de decisão.

Exigência
A CGD/MathFcul elegeu esta definição pela qualidade da concorrência presente na competição e na medida em que obriga as equipas a estarem atentas a si e às outras e a um esforço por parte de todos os elementos do grupo na persecução de bons resultados.

Estratégia
Para a IT Sector/Abaa, vencedora desta edição, esta palavra está sempre presente ao longo das várias etapas desta prova. Em cada decisão, como as variáveis podem mudar drasticamente, torna-se necessário redefinir uma nova forma de abordagem para manter o rumo a caminho da vitória.

Dinâmica
A IT Sector/Lederulite acredita que este desafio suscita disputas e troca de ideias entre os membros de uma equipa e cria nos participantes uma força dinâmica para se desenvolverem enquanto profissionais.

Estimulante
É como a REN/3J1F1A sintetizou esta experiência. Na perspetiva dos seus elementos à medida que a competição avança, as equipas sentem-se cada vez mais envolvidas nos desafios propostos.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Fotógrafo/Expresso: António Pedro Ferreira

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

2 fidel3 ceo