Prova expande presença no continente africano

in Expresso

Depois do Quénia e de Marrocos, é a vez de o Senegal começar em janeiro do próximo ano a primeira edição deste desafio português de estratégia e gestão que soma já 36 anos de vida.

África tem sido uma das zonas de expansão do Global Management Challenge nos últimos tempos. Para a organização internacional é uma região em desenvolvimento onde desafios de estratégia e gestão são bem recebidos pela componente formativa que integram. A Nigéria e os Camarões e, mais recentemente, o Quénia e Marrocos, são países deste continente que aderiram a esta iniciativa.

Agora é a vez do Senegal.

Bruno Fuchs organiza a prova em França e Marrocos e expandiu agora a atividade para o Senegal. Neste país a primeira edição vai ter início no dia 15 de janeiro e há já escolas e universidades interessadas em integrá-la. “Idealmente gostávamos de ter mais de uma centena de participantes no arranque”, comenta Bruno Fuchs.

Foco nos estudantes

Tal como em França e Marrocos, também no Senegal vão participar apenas equipas de estudantes. Para a organização local “esta competição é uma excelente ferramenta para os universitários começarem a habituar-se a trabalhar com a gestão. É ainda um bom exercício para melhorar a sua capacidade de tomar decisões”. Ao longo das semanas de prova os elementos das equipas têm de gerir os destinos de uma empresa e fazem-no tomando decisões em várias áreas, num ambiente que, embora simulado, é muito idêntico à realida- de empresarial. “O espírito de equipa é muito importante e os estudantes têm de ser capazes de consultar e discutir as opiniões uns dos outros, de acordo com as suas competências”, frisa Bruno Fuchs. Além deste aspeto terão ainda de trabalhar sob pressão, sendo que esse fator melhora a sua capacidade de lidar com as surpresas que o mundo real sempre acarreta

Mais de 30 países

Com o início da competição no próximo mês, espera-se que o Senegal integre a próxima final internacional que se realiza em abril, no território de Macau.

Vão estar a disputar o título de campeão mais de 30 países. Além dos referidos anteriormente, vão estar presentes África do Sul, Angola, Brasil, Canadá, Qatar, China, Chipre, Costa do Marfim, Emirados Árabes Unidos, Eslováquia, Espanha, Estónia, Gana, Grécia, Hong Kong, Índia, Irão, Kuwait, Letónia, Macau (o anfitrião), México, Moçambique, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Rússia, Turquia e Ucrânia.

Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

ISCTEexpresso_222222