Prova aproxima estudantes das empresas

in Expresso, 30 de abril de 2021

Legenda da Foto: A sessão da IT Sector com as equipas que apoiou em 2020 decorreu online

O apoio a equipas de universitários na competição é para a IT Sector uma oportunidade para contactar com jovens talentos.

A  IT Sector reuniu este mês num evento online elementos das 10 equipas de estudantes que apoiou no Global Management Challenge 2020. Para a empresa, esta é uma forma de criar uma relação de maior proximidade com estes jovens, que poderão vir a integrar os seus quadros.

“Acompanhamos esta inicia­tiva e queremos ajudar estes estudantes, em reconhecimento pelo que já deram ao longo desta competição, que é exigente e implica que abdiquem de algumas coisas enquanto a integram. Estes jovens são de alguma forma especiais, curio­sos, procuram superar-se, e, se houver a oportunidade de recrutar ou dar estágio a alguns deles, já existe aqui uma relação”, explicou Stéphanie Dermagne, gestora da equipa de captação de talento da IT Sector, após o encontro.

Na hora de contratar, a empresa valoriza competências como a comunicação, a vontade de alargar horizontes, de obter mais conhecimento e de fazer mais e melhor. Valências que Stéphanie Dermagne acredita serem trabalhadas neste desafio, e por isso a empresa vai continuar a apoiar equipas de estudantes na edição de 2021.

Miguel Valverde liderou a equipa IT Sector/$tonk$ e revelou nesta sessão que a prova permitiu-lhe “aumentar conhecimentos técnicos e melhorar competências de comunicação, discussão entre pares, trabalho em equipa, e funciona como um enquadramento do que é o mercado de trabalho”. Acrescentou que neste evento online teve a oportunidade de conhecer melhor a IT Sector e de perceber como esta se pode vir a enquadrar no seu futuro profissional.

Para João Marques Lopes, que chefiou a equipa IT Sector/Offshore, “falta nas licenciaturas um maior contacto com o mundo profissional. A competição permite-nos isso, bem como desenvolver capacidades de comunicação e liderança, e abre portas para o futuro”. A sua equipa vai participar novamente na prova, e o objetivo é “corrigir os erros cometidos nesta competição, que funcio­na como uma aprendizagem na área da gestão e faz os participantes pensarem fora da caixa”, finalizou.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Foto: D.R.

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

licinio pinaiefp valadas