Laboratório prático de ideias e conceitos de gestão

in Expresso, 20 de agosto de 2021

Legenda da Foto: Ana Barrancos

Ana Barrancos integrou esta prova em 2000 e para si foi um primeiro contacto com a complexidade das empresas.

Corria o ano de 2000 quando Ana Barrancos, recém-licencia­da e no início da sua carreira profissional, integrou uma equipa que participou no Global Management Challenge. A vontade de explorar novas realidades e de testar os seus conhecimentos académicos, levou-a a participar nesta iniciativa.

Aos 44 anos, Ana Barrancos é diretora de núcleo de gestão do cliente do Instituto da Segurança Social. Licenciada em gestão de recursos humanos, quando participou nesta competição estava no início da sua carreira. “Nessa altura estava, como continuo a estar, sedenta de conhecimento, de desafios, com uma vontade imensa de explorar novas rea­lidades. A competição pareceu-me ir de encontro a essas expectativas”, conta esta antiga participante. Acrescenta que “era muito motivador poder ‘testar’ os conceitos teóricos apreendidos nas diversas disciplinas que compuseram a licenciatura e a competição permitia um pouco vivenciar essa realidade, ainda que de forma controlada”.

No Global Management Challenge os participantes aprendem a negociar e a gerir conflitos.

A desbravar caminho no mundo profissional, Ana Barrancos revela que na altura o seu emprego era muito exigente, tinha pouco tempo disponível para a competição e os encontros da equipa eram realizados depois do jantar, alternadamente, nas casas dos diversos elementos. “As discussões eram uma constante e o percurso até chegar à proposta de decisão ou decisões era por vezes sinuoso, o que obrigava à aplicação de uma série de conhecimentos e competências apreendidos, tais como o trabalho de equipa, a gestão de conflitos, negocia­ção, entre outros”, salienta. Mas foi precisamente essa necessidade de gestão e consensualização da equipa que considera ter transformado esta competição num ambiente quase verdadeiramente organizacional e por isso mesmo, desafiante.

Para Ana Barrancos, “o Global Management Challange foi, à data, um ótimo laboratório para colocar em prática muitos dos conceitos, teorias e conhecimentos lidos e relidos durante os anos de faculdade. Procurar perceber as relações e inter-relações entre áreas e subáreas empresariais e como as decisões de umas implicam na vida das restantes foi também uma importante aprendizagem”. É que, afinal, como esta antiga participante diz e bem, “uma empresa é uma grande equipa constituída por muitas equipas”.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Foto: DR

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

equipa vencedJMH SLAVA