Treino para a vida real das empresas

in Expresso, 30 de Maio 2020

Legenda da foto: A edição de 2020 da competição arranca a meio do próximo mês de junho.

A Via Consulting vai apoiar a participação de três equipas de estudantes universitários no Global Management Challenge 2020, que arranca no próximo dia 16 de junho.

A vontade de estreitar relações com o mundo académico e de fazer parte de uma iniciativa de referência na área da gestão, tem levando a Via Consulting, nos últimos dez anos, a apoiar a participação de equipas no Global Management Challenge. Na atual edição serão três, formadas por estudantes universitários das áreas de Engenharia, Economia e Gestão.

“Acreditamos que a nossa participação deve estar alinhada com aquilo que cremos ser um dos principais valores da competição, ou seja, fomentar a relação entre o mundo académico e o empresarial”, explica Luís Sant’Ana Pereira, presidente do Conselho de Administração da Via Consulting. Defende ainda que esta é uma iniciativa “com aplicabilidade ao mundo empresarial e da qual fazem parte empresas de eleição. É referência em qualquer parte do mundo e um exemplo de empreendedorismo, empenho, determinação e qualidade”.

Segundo Luís Sant’Ana Pereira, outra das vantagens de apoiar equipas de universitá­rios é a possibilidade que encerra de perceber melhor as novas gerações quando se integram na vida real das empresas. “Mais do que os conceitos que podem ser complementares aos conhecimentos adquiridos, acreditamos que a experiência com situações reais do mundo empresarial têm um valor muito relevante na preparação dos participantes para o futuro que os espera”, finaliza.

Rodrigo Lopes, André Borges e Gonçalo Santos são estudantes do segundo ano de Engenharia Civil do Instituto Superior Técnico e a sua equipa é uma das que a Via Consulting apoia. “É sempre um desafio participar neste tipo de projetos, e com esta oportunidade podemos novamente sair da nossa zona de conforto e continuar a desenvolver capacidades de gestão e estratégia. É também uma forma de termos contacto com as diferentes especificidades de uma empresa e a sua interação com o exterior, dando-nos assim uma perspetiva sobre o que podemos encontrar no futuro”, afirma Rodrigo Lopes, que acredita que neste processo irão desenvolver competências e aplicar a teoria aprendida na universidade.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Foto: DR

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

Clara3FOTO2