SDG
EXPRESSO
SIC
|

Treino de gestão para estudantes e quadros

in Expresso, 17 de Setembro 2016

A PSE e a Mind Source acreditam que ao integrarem equipas no Global Management Challenge os participantes passam a compreender melhor o funcionamento das empresas.

Melhorar o trabalho em equipa, desenvolver competências de gestão e permitir a estudantes e quadros perceberem como a tomada de decisão tem influência numa organização, foram algumas das razões que levaram a PSE – Produtos e Serviços de Estatística e a Mind Source a apoiarem a participação de equipas na atual edição do Global Management Challenge.

A PSE está a participar este ano, pela primeira vez, nesta iniciativa organizada há 37 anos pelo Expresso e a SDG.

Carlos Gomes, líder da equipa de quadros apoiada por esta empresa e responsável pela sua Unidade de Negócio Trade, conta que “este jogo é um instrumento para aprendizagem e simultaneamente criação de espírito de equipa e partilha de conhecimentos”. Na sua perspetiva e ao depararem-se com situações próximas da realidade os participantes compreendem melhor a tomada de decisão e o impacto das mesmas no desenvolvimento do negócio.

Complemento formativo

Apesar da equipa que liderou não se ter qualificado para a segunda volta da competição, o balanço que faz desta iniciativa é positivo. “Permitiu melhorar o trabalho em equipa e a capacidade de iniciativa, compromisso e liderança dos seus elementos. É um bom instrumento para compreender a forma de atuação das empresas e compreender melhor os processos de negócio, complementando a formação base e as experiências pessoais”, frisa Carlos Gomes. A quem se mantém em prova aconselha, para ter sucesso, a manter o foco na estratégia definida e dedicar tempo à análise dos relatórios e tomada de decisão.

A troca de experiências potenciada pela competição é valorizada pela Mind Source, empresa que apoiou a inscrição de uma equipa mista, ou seja, formada por estudantes e quadros. “Entendemos que a simbiose entre estudantes e quadros internos traria novas perspetivas que iriam constituir uma equipa mais robusta, capaz de gerar discussão e trazer diferentes pontos de vista para a estratégia a adotar”, explica Roberto Sousa, gestor de projeto desta entidade.

Acrescenta que a mistura permitiu-lhes ainda atuar junto das universidades e futuros talentos, dando a conhecer a forma como atuam no mercado.

Roberto Sousa encara ainda esta participação como “uma oportunidade enriquecedora, onde pudemos dar a conhecer como um grupo de consultores consegue marcar a diferença nas filosofias de gestão atuais e consciencializarmo-nos do impacto que as decisões tomadas nas diferentes áreas de uma organização podem ter, mesmo numa empresa virtual”.

A segunda volta da competição começa no próximo dia 27. Ao longo de cinco semanas as 64 equipas que continuam em prova vão tomar decisões de gestão, com o objetivo de se qualificarem para a final nacional, agendada para novembro.

Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

_MG_2994Russia