Trabalhar em equipa para chegar mais longe

in Expresso, 28 de Março 2020

Legenda da foto: A equipa da Universidade Europeia fotografada antes do alastrar da covid-19

Quatro estudantes da Universidade Europeia vão voltar a participar nesta prova e querem ir além da segunda volta.

A perceção de como se gere uma empresa e se trabalha em equipa para alcançar objetivos foram aprendizagens que a equipa liderada por João Aleixo retirou da participação no Global Management Challenge 2019. A equipa volta a inscrever-se na atual edição da prova e quer chegar agora à final nacional.

“Esta competição permitiu-nos conhecer os vários aspetos do que é uma empresa, e ao trabalharmos em equipa cada um consegue perceber como o seu trabalho influencia a estratégia geral dessa empresa”, explica João Aleixo, estudante de Management (gestão) da Universidade Europeia (UE). Isabel Santos, Catarina António e Hugo Ribeiro, seus colegas de curso, integram a equipa.

Na edição de 2019 estes estudantes ficaram em segundo lugar no seu grupo, na segunda volta, não se qualificando para a fase seguinte. O objetivo com esta participação é chegar mais longe e atingir a final nacional. “Melhorámos os nossos conhecimentos de previsão e em abril vamos utilizar a fase do trainee para testar estratégias”, revela João Aleixo.

Para estes estudantes, esta é uma iniciativa que permite “’meter a mão na massa’, aprender como uma empresa realmente funciona e aplicar conhecimentos adquiridos na universidade”.

Na competição os estudantes aprendem a gerir empresas, pessoas, tempo e prioridades

Raquel Soares, diretora da Escola de Ciências Sociais e Empresariais da UE, revela sentir-se orgulhosa com o resultado que a equipa obteve na edição de 2019. “Para eles foi uma experiência extremamente enriquecedora, e estamos a preparar a promoção interna da atual edição e estes alunos, como embaixadores da prova, podem partilhar a sua experiência para podermos ter uma grande participação de estudantes da UE”, comenta.

Na sua perspetiva, na competição os alunos consolidam conhecimentos de gestão e estratégia e percebem na prática como se gere uma empresa. Acrescenta que “há um conjunto de competências que acabam por adquirir, tais como saber gerir uma equipa, os tempos e prioridades e ser resiliente”. E num mundo laboral cada vez mais competitivo, acredita que os futuros empregadores olham para atividades extracurriculares como esta como uma mais-valia na hora de contratar.

Jornalista/EXPRESSO: Maribela Freitas
Fotógrafo/EXPRESSO: Nuno Botelho

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

banner-corona-virusESCE3