Prova prepara os jovens para o mercado de trabalho

in Expresso, 4 de Abril 2020

Legenda da foto: Equipa do Instituto Politécnico de Setúbal a competir na final nacional de 2019

Na competição, os participantes gerem uma empresa e têm de trabalhar em equipa, resolver problemas e obter resultados.

Global Management Challenge é, para Pedro Dominguinhos, presidente do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), uma iniciativa que prepara os seus alunos para o mercado de trabalho. Nesta prova trabalham em equipa e aprendem a resolver problemas complexos, competências que são valorizadas pelas empresas na hora de contratar.

O IPS teve várias equipas a participar na edição de 2019 da competição e uma delas, formada por estudantes de Contabilidade e Finanças, chegou à final nacional e vai voltar a participar este ano.

Para Pedro Dominguinhos, “esta é uma experiência única, que será relembrada pelos participantes, quer pelo espírito de camaradagem desenvolvido e as experiências de aprendizagem vividas, quer pela tomada de decisão e pela necessidade de lidar com efeitos adversos do ambiente externo. Estas experiências fazem a diferença nos currículos dos jovens diplomados e são fortemente valorizadas pelas empresas na hora de recrutar, pois constituem um elemento diferenciador relevante”. O professor acredita que esta prova funciona também como “um complemento importante aos conhecimentos e competências desenvolvidos em ambiente académico”.

Este desafio funciona como um complemento à aprendizagem obtida em meio académico

Para este ano, o objetivo de Pedro Dominguinhos é que mais estudantes do IPS participem na competição e, se possível, melhorem os resultados já obtidos.

Pedro Lopes, Vítor Santos, Ricardo Russo, Hugo Pinto e Beatriz Arriaga formam a equipa do IPS que chegou à final nacional da edição de 2019. “Para jovens que nunca tinham tido contacto com este tipo de experiência, chegar à final foi algo de que nos orgulhamos”, comenta o líder, Pedro Lopes. Querem agora chegar novamente à última etapa e tentar representar Portugal na final internacional.

Em 2019 tiveram um imprevisto na final, pois foram apanhados de surpresa por uma greve. “Um acontecimento que nos fez ver que há ainda muito para aprender”, explica Pedro Lopes. “Neste desafio percebemos que gerir uma empresa vai além de obter o máximo de lucro possível e estar no mercado envolve competição. Competição que é feita por outras empresas do mesmo ramo e que não estão dispostas a dar-nos o mercado, este tem de ser conquistado.”

Jornalista/EXPRESSO: Maribela Freitas
Fotógrafo/EXPRESSO: António Pedro Ferreira

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

UEdefault-thumbnail