SDG
EXPRESSO
SIC
|

Edição de 2017 com inscrições alargadas

in Expresso, 27 de Maio 2017

O calendário da competição foi alterado e as equipas que quiserem integrar a 2ª edição da 1ª volta podem inscrever-se até 23 de junho.

O Global Management Challenge conta este ano pela primeira vez com duas edições da primeira volta. Uma decisão que a organização justifica pela necessidade de ajustar o calendário da prova aos deveres académicos dos universitários e ao mesmo tempo engrossar o número de equipas participantes.

O novo calendário é simples. A primeira edição da primeira volta começou no dia 16 de maio, com a entrega do histórico às formações e termina a 20 de junho com a tomada da última de cinco decisões. Nesta fase que está já em curso, participam 240 equipas, das quais 147 são de estudantes, 80 de quadros e as restantes 13 são mistas, ou seja, englobam estudantes e quadros.

A segunda edição da primeira volta vai ter início no dia 27 de junho e terminará a 25 de julho. Para esta nova etapa as inscrições vão estar abertas até dia 23 de junho, tanto para equipas de estudantes como de quadros e mistas. Em cada edição as equipas terão de tomar cinco decisões sobre os destinos da empresa que tiverem de gerir. Das duas edições sairão as 64 equipas que irão integrar a segunda volta, agendada para setembro e que decorrerá com o calendário normal de cinco semanas.

Cativar mais equipas
“Há vários anos que as universidades e seus alunos nos pedem para optar por outro calendário que  não coincida com a época de exames, laboratórios e trabalhos. É por isso que este ano lançamos pela primeira vez uma segunda edição da primeira volta”, explica Filipa Freitas, diretora de marketing e comunicação da SDG, empresa que juntamente com o Expresso organiza esta iniciativa há 38 anos. Além de satisfazer uma reivindicação dos estudantes esta medida é também “uma janela de oportunidades para mais equipas integrarem o Global Management Challenge e é outra opção de datas para algumas pessoas cuja primeira edição não é a mais adequada.

Acreditamos que o modelo pode claramente funcionar e manter-se daqui para a frente”, frisa Filipa Freitas. O objetivo é que além das 240 equipas já em prova venham a participar mais na segunda edição, até ao máximo de 272, o que daria o total de 512 nas duas edições da primeira volta. As equipas só podem participar numa destas edições.

Ferramenta de formação
Esta competição de estratégia e gestão portuguesa foi lançada em 1979 e a sua primeira edição realizou-se em 1980. A sua internacionalização começou em 1981 e atualmente está em mais de 30 países e já envolveu mais de 500 mil pessoas. Anualmente em Portugal dezenas de empresas apoiam a inscrição de equipas de estudantes e quadros. Entre as competências desenvolvidas neste desafio Filipa Freitas enumera “a tomada de decisões de gestão, o exercício da liderança, o desenvolvimento do trabalho em equipa e a resiliência para contornar dificuldades que ao longo deste processo são mais que muitas”. É que a cada tomada de decisão as formações têm de decidir sobre 75 aspetos de uma empresa em áreas como recursos humanos, produção, marketing e finanças.

Jornalista Expresso: Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

Ana Passos_António CaetanoISEG 3