SDG
EXPRESSO
SIC
|

Treino de gestão para jovens quadros

in Expresso, 14 Outubro 2017

Legenda: Tiago Pereira e João Manta são dois elementos da equipa que a REN tem a disputar a segunda volta

A REN acredita que, ao passarem pela prova, os seus colaboradores ganham a noção de como se dirige uma empresa

A participação da REN na atual edição do Global Management Challenge centrou-se em três equipas de estudantes e duas de trainees. A Renodutos, formada por jovens quadros com idades entre os 24 e 26 anos, continua em prova. Tanto para a empresa como para os seus colaboradores, este desafio é uma oportunidade de aprendizagem sobre temas relacionados com a gestão.

O formato de equipas escolhido pela REN prende-se como a ideia de que com estes dois tipos, está a desenvolver competências de gestão em profissionais e potencia uma maior preparação e integração dos jovens estudantes no mercado de trabalho. É que durante as semanas de competição os participantes têm sob a sua alçada uma empresa e passam a ter uma visão mais global de como esta funciona e se gere. Além do mais, segundo fonte da REN, “desenvolve nos elementos das equipas a capacidade de gestão de tempo e proporciona dinâmicas de trabalho como a partilha de tarefas, informação e responsabilização”. Em suma, funciona como uma ação de formação, o que para a REN contribui para o desenvolvimento profissional dos seus quadros.

A equipa Renodutos que está a disputar a segunda volta conta com quatro elementos, todos da área da engenharia, nomeadamente eletrónica e de computadores, mecânica e de sistemas elétricos e de energia. Fazem todos parte do programa de trainees desta empresa, onde surgiu a oportunidade de integrarem a competição. “A nossa formação de base é engenharia e como principal aprendizagem neste processo identificámos os conhecimentos financeiros necessários para a participação neste desafio, como o cálculo de balanços, a análise contabilística, a análise de um relatório de contas, juros, planos estratégicos, entre outros”, refere Tiago Pereira.

Já o seu colega de equipa, João Mântua, acrescenta a este rol o facto de o Global Management Challenge “ajudar a desenvolver o trabalho em equipa, uma competência onde vale sempre a pena apostar mais”. E é esta última competência do trabalho em equipa, juntamente com conhecimentos como a definição de objetivos e estratégia que, na opinião de Célia Carneiro, outro elemento da Renodutos, mais irão utilizar no dia a dia laboral. A duas semanas do final da segunda volta José Mendes, avança que o objetivo da sua equipa é chegar o mais longe possível. É que, afirma, “a ambição é o que provoca a evolução contínua das pessoas”.

Classificação após a 3ª decisão – 2ª volta

GRUPOS MANTÊM LIDERANÇA

Faltam duas semanas para que sejam conhecidas as oito equipas que vão disputar a final nacional de 2017. Cientes de que estão perto do fim da segunda volta, as equipas agarram-se às suas posições. Esta semana e com a tomada da terceira decisão, apenas um grupo, o cinco, mudou de líder. A CGD, EDP, Chronopost, Staples, Zurich, Caravela, Indra e IAPMEI, contam com uma equipa no topo de grupos.

Jornalista Expresso: Maribela Freitas
Fotógrafo Expresso: José Caria

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

Indraimage001 (2)