SDG
EXPRESSO
SIC
|

Porta de entrada para o mercado de trabalho

In Expresso, 4 de Junho 2016

IT Sector contrata membros de uma equipa que apoiou na edição de 2015

André Costa e João Barbosa participaram na última edição do Global Management Challenge, integrados numa equipa de estudantes que contou com o apoio na inscrição da IT Sector, uma tecnológica especialista no desenvolvimento de soluções de sistemas de informação. Chegaram à final nacional da competição e acabaram por integrar a equipa desta empresa.

Após terem ficado em terceiro lugar na fase final da edição de 2015, a IT Sector convidou os elementos da equipa a irem à sua sede no Porto, para os poder conhecer melhor e perceber se os poderiam enquadrar nos seus projetos futuros. Como resultado convidaram os dois jovens e mais um colega para trabalharem na organização. O terceiro elemento, por não ter ainda terminado o mestrado e não saber se o seu futuro passava ou não por uma oportunidade de trabalho no estrangeiro, declinou o convite.

Com mestrado integrado em engenharia eletrotécnica e de computadores pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), André Costa esteve três semanas na IT Academy da IT Sector com o objetivo de adquirir conhecimentos e técnicas necessárias no desenvolvimento dos projetos desta empresa. Atualmente desempenha funções de programador.

net num projeto na área da banca. Já João Barbosa está a concluir um estágio na empresa com vista à conclusão do mestrado integrado na FEUP, também em engenharia eletrónica e de computadores, com especialização em gestão industrial. Mas, segundo Inês Domingues, diretora de recursos humanos da IT Sector “já tem pré-acordo de contratação connosco em setembro”.

Conhecer talentos Para a responsável de recursos humanos, “o Global Management Challenge é uma boa estratégia de captação de recursos, pois é um desafio complexo e exige determinadas competências, não só técnicas mas também comportamentais, que valorizamos bastante e consideramos essenciais para enfrentar o mundo do trabalho como hoje o conhecemos, ou seja, competitivo”.

Entre elas aponta a capacidade de trabalho em equipa e a análise necessária na tomada de decisões e liderança.

Inês Domingues acredita que a predisposição para enfrenos conhecimentos obtidos durante a competição. Contudo, as boas práticas aprendidas neste evento, nomeadamente de trabalho em equipa e rigor de análise nas decisões a tomar mantêm-se sempre presentes.

Salienta ainda que este desafio de gestão “promove a interação entre os profissionais do dia de amanhã e as empresas de hoje”.

Contacto com empresas João Barbosa, de 24 anos, acredita que o Global Management Challenge pode funcionar como uma porta de entrada para o mercado de trabalho. O seu caso e o de André Costa são disso exemplo. “É a maior competição de gestão do mundo, organizada de forma excelente e que conta com a presença de empresas de renome em diversos sectores de atividade. O networking é constante, o que permite uma enorme aproximação entre as empresas e os jovens”, salienta.

É por isso que recomenda a participação a outros universitários.

“A formação académica garante-nos um bom domínio de conhecimentos, mas competições como esta obrigam-nos a ir mais longe no sentido de nos tornarmos profissionais mais completos.”
Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

junho_newsletter_016dfdf1319f23a5458f41905f1e455ba9