SDG
EXPRESSO
SIC
|

Competição soma já 600 mil participantes

in Expresso, 23 Setembro 2017

Em 2013 esta competição de estratégia e gestão lançada pelo Expresso e a SDG no verão de 1979 e cuja primeira edição ocorreu em 1980, ultrapassou o meio milhão de participantes em todo o mundo. De lá para cá tem continuado o seu processo de crescimento dentro e fora de Portugal e na edição de 2016 atingiu os 600 mil. Um número que no final deste ano a organização espera que chegue aos 630 mil, quando todos os países tiverem dado início às suas edições.
Para João Matoso Henriques, CEO da SDG, “ter chegado a este número revela o reconhecimento de que a nossa metodologia tem impacto no desenvolvimento dos participantes e por consequência na sociedade. Estamos gratos pela adesão à competição vinda dos vários cantos do mundo”.

O crescimento internacional tem sido visível ao longo dos anos. O primeiro país a aderir a esta prova portuguesa foi o Brasil, em 1981. Ainda nos anos 80 aderiu a Espanha e a Grécia. Já na década de 90 outros países foram atraídos para esta iniciativa, nomeadamente a França, México, Macau, República Popular da China e Marrocos. O grande crescimento ocorreu após o ano 2000 e a expansão ganhou dimensão nos países da antiga Europa de leste. O primeiro a entrar para a rede de países que desenvolvem o Global Management Challenge foi a Polónia, seguida da República Checa, Eslováquia, Roménia, Rússia, Letónia e fora desta área geográfica e ainda na primeira década do século, Hong Kong, Índia, Angola, Turquia e Gana. Já em 2011 foi a vez da Estónia e em 2012 da Costa do Marfim e do Kuwait. Este último país foi mais um marco nesta prova, nomeadamente pela expansão que representou no Médio Oriente. Hoje, também Camarões, Qatar, Emirados Árabes Unidos, Quénia e Senegal fazem parte do ciclo de internacionalização deste desafio. No presente ano Cabo Verde, Nigéria, Líbano e Irão darão início à sua primeira edição.

Com toda esta diversidade de países, são muitos os universitários e quadros que já passaram por esta iniciativa. Desde 2013 que em média participam anualmente cerca de 30 mil pessoas, distribuídas por milhares de equipas. A título de exemplo e na última edição contabilizada, a de 2016, só a República Popular da China contou com 9565 participantes distribuídos por 1913 equipas. Na Rússia foram 5553 os participantes e 1243 as equipas. Estes são os dois países que no momento mais pessoas mobilizam em torno do Global Management Challenge. Portugal, seu país de origem, surge em terceiro lugar neste ranking com 425 equipas e 1687 participantes angariados em 2016.

Numa altura em que a 38º edição portuguesa referente a 2017 vai a meio e em que muitos países ainda vão dar início à sua edição anual, João Matoso Henriques explica que a ambição é continuar a crescer. “Estamos a trabalhar para que em breve o Canadá e a Islândia tenham a sua primeira edição”, refere. Acrescenta que a organização mantém o interesse em se estabelecer em países como a Alemanha, Timor-Leste, Austrália, África do Sul e nos Estados Unidos da América. Outros mercados como a Finlândia, Suécia e Austrália, estão também na mira.

Em Portugal o balanço é positivo, ainda que este “não tenha sido o ano em que tivemos mais equipas. Estabelecemos novas parcerias e contamos com novas equipas”, salienta o CEO da SDG. O objetivo da organização é sempre “apostar em novos modelos de crescimento, sejam baseados em patrocínios ou parcerias. Para nós o mais importante é chegar ao maior número de países e de pessoas em cada destino. Para isso há que buscar novos parceiros e mercados e, continuar a apostar na inovação e desenvolvimento do nosso simulador de gestão que é a base de tudo”, finaliza João Matoso Henriques.

Veja aqui o suplemento integral publicado no Expresso

Jornalista Expresso: Maribela Freitas
Fotógrafo Expresso: José Caria

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

LOLOLOAON