SDG
EXPRESSO
SIC
|

23 países disputam final internacional de prova de gestão

in Expresso, 17 de Março 2018

Legenda: Na última final os EAU não ficaram nos oitos lugares cimeiros

O Dubai recebe em abril as equipas que vão competir pelo título de campeão do Global Management Challenge 2017.

De 16 a 18 de abril o Dubai acolhe a final internacional da edição de 2017 do Global Management Challenge. Ao todo vão disputar o título equipas de estudantes, quadros e mistas (integram estudantes e quadros), representantes de 23 países, oriundos de quatro continentes. Da Europa e Ásia e para além de Portugal que vai competir com uma equipa mista, vão estar presentes a Estónia, República Checa, Polónia, Eslováquia, Espanha, Grécia, Roménia, Rússia, Hong Kong, Índia, China, Macau e Islândia. Do médio oriente e África contar-se-á com o Quénia, Angola, Kuwait, Nigéria, Senegal e o anfitrião Emirados Árabes Unidos (EAU). Do continente americano chegarão as equipas do Brasil, México e Panamá. Está ainda por confirmar a presença de mais três países, Cabo Verde, Camarões e Costa do Marfim.

O Global Management Challenge teve a sua primeira edição em Portugal em 1980 e lançou–se internacionalmente um ano depois. Está em mais de 30 países, mas nem todos marcam presença neste evento mundial. As finais internacionais realizam-se sempre no ano seguinte à edição a que respeitam, para que países de diferentes geografias possam escolher o seu campeão. Nos últimos anos o médio oriente tem sido uma das áreas de expansão da competição. O Kuwait, em 2012, foi nesta parte do mundo o primeiro país a aderir e um ano depois chegava aos EAU que na sua primeira edição, contou com pouco mais de 60 equipas. Na edição de 2017 eram já 223 e só no início de abril será escolhido o campeão que representará o anfitrião. Afra Al Mezaina fez parte da equipa dos EAU, formada por quatro estudantes, que esteve na final internacional de 2016.

“A prova permitiu-nos vivenciar as diferentes relações que existem entre as áreas funcionais de uma empresa o que é algo que só estudamos na teoria”, comenta. A sua colega de equipa, Ohood Ahmad Bakhit, salienta a oportunidade que representou de tomar decisões, trabalhar com números e viver uma experiência internacional. Por terem vencido no seu país, estas jovens receberam uma viagem a Tóquio, para vivenciar a cultura e mundo empresarial japonês, oferecida pelo principal patrocinador da prova nos EAU.

Jornalista Expresso: Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

miudosAccenture