SDG
EXPRESSO
SIC
|

Uma simulação realista da vida das empresas

in expresso, 22 de Setembro de 2018

Na prova e ao gerirem uma empresa, os quadros treinam competências como o trabalho em equipa que podem depois aplicar no seu dia a dia. Mais do que uma competição de estratégia e gestão, o Global Management Challenge é para a Norgarante um desafio que permite aos seus quadros saírem da sua zona de conforto e treinar competências.

O Sistema Nacional de Garantia Mútua, do qual faz parte a Norgarante, tornou-se patrocinador da competição e apoia a participação de equipas na atual edição. Uma das suas equipas, formada por cinco quadros da Norgarante, qualificou-se para a segunda volta. Para Teresa Duarte, presidente da comissão executiva da Norgarante, “a prova permite reforçar na prática a capacidade dos participantes ao nível do trabalho em equipa, tomada de decisões, integração de perspetivas diferentes e compreensão da importância global de todas e cada uma das áreas de uma empresa, para o sucesso da mesma”. Acrescenta ainda que “faz com que os quadros saiam da sua zona de conforto, estimula a competitividade salutar, reforça competências e pode até revelar talentos menos óbvios”.

Raquel Silva, Elisabete Gomes, Raquel Ferreira, Mónica Oliveira e Rosa Barreira, com idades entre os 30 e os 46 anos, colaboradoras da Norgarante, formam a equipa Garantia Mútua/ GM Core. Raquel Ferreira conta que “o desafio, a experiência e a oportunidade de aprendizagem foram os prin- cipais fatores que motivaram a nossa participação, aliados à vontade de testar e alargar conhecimentos num ambiente virtual de concorrência muito realista”. A passagem para a segunda volta é algo que a equipa valoriza, tendo em conta que é a sua primeira participação.
Na análise que faz da prova, Elisabete Gomes refere que “o realismo do simulador evidencia a complementaridade das diversas áreas que compõem uma empresa, colocando à prova a capacidade de discussão e ponderação das diferentes perspetivas dos elementos da equipa, bem como o impacto das decisões tomadas”. Na sua opinião ficou claro que para se obterem bons resultados há que equilibrar as diversas áreas, sem perder de vista o objetivo delineado.
Em jeito de balanço, Raquel Ferreira espera que “a melhoria das nossas competências individuais, de gestão e de trabalho em equipa aportem um impacto positivo na Norgarante, pela flexibilidade, capacidade de gestão de tempo e maior valorização das restantes áreas de trabalho”.

As inscrições para a segunda edição da primeira volta da competição vão estar abertas até 15 de outubro, para mais informações consultar www.globalmanagementchallenge.pt.

Jornalista Expresso: Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

IT sectorUntitled