SDG
EXPRESSO
SIC
|

Um desafio que treina gestores

In Expresso, 4 de Fevereiro 2017

Amílcar Barreto, gestor de marketing da Roche, participou na competição nos anos 90 e compara esta iniciativa criada pelo Expresso e a SDG aos Jogos Olímpicos, só que aqui trata-se de gestão.

Com uma licenciatura em Economia, um MBA e um mestrado em Marketing Internacional, Amílcar Barreto é, aos 44 anos, gestor de marketing de produtos biológicos da Roche Farmacêutica. Integrou a competição em 1994 e defende que este é um desafio que prepara os futuros gestores para a realidade das empresas. Foi por acaso que Amílcar Barreto integrou a prova. Durante a licenciatura um grupo de amigos seus formaram uma equipa e à última hora tiveram falta de um elemento e convidaram-no a participar. “Ficávamos a trabalhar até de madrugada à base de café e tínhamos dificuldade em trabalhar com computadores pela falta de experiência. Projetávamos os dados manualmente e depois é que os lançávamos no computador e acontecia, por vezes, baralharmos as folhas”, relembra.

Ao longo dos anos este antigo participante tem acompanhado a competição. Afirma que “hoje está ainda mais próxima da realidade das empresas. Com o advento das tecnologias de informação, a generalização do conhecimento pela internet e o à vontade com a informática é diferente da existente nos anos 90″, explica.

Para Amílcar Barreto esta é uma experiência formativa que treina competências técnicas de gestão, estratégia e liderança e prepara os gestores para a realidade das empresas, ao mesmo tempo que junta gerações, aproximando os conhecimentos. É, na sua opinião, uma espécie de “olimpíadas da gestão. Testa não só os nossos conhecimentos teóricos, mas principalmente a nossa resiliência, capacidade de trabalho em equipa, liderança informal e criatividade”.

A quem vai participar na edição de 2017 desta iniciativa, Amílcar Barreto aconselha que “aprendam através das diferentes visões da equipa e se divirtam com este processo. A participação deve ser encarada como se de uma maratona se tratasse, a meio vamos querer desistir, mas temos de contrariar o corpo e levar as nossas capacidades ao limite. Isso vai tornar-nos mais fortes e ajudar no dia a dia, porque nas empresas todos os dias são dias de alta competição”, finaliza.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Fotógrafo/Expresso: António Bernardo

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

InfografiaValeris