SDG
EXPRESSO
SIC
|

Trabalhar em equipa para ter sucesso na prova

in Expresso, 1 de Junho de 2019

Susana Soares, diretora de marketing da Fujitsu para o sul da Europa, participou na competição há 20 anos, enquanto estudante de gestão.

Trabalhar no seio de equipas multidisciplinares e tomar decisões de gestão que permitem perceber melhor a dinâmica do mercad, são aprendizagens que, na opinião de Susana Soares, diretora de marketing da Fujistu para o Sul da Europa, se obtêm ao participar no Global Management Challenge.

Com 41 anos, Susana Soares é licenciada em Gestão pela Universidade Nova de Lisboa e foi há 20 anos que integrou a competição. “A possibilidade de estudar cenários e compreender o impacto das decisões de gestão num ambiente que simula a realidade das empresas e do mercado, foi o que me levou a participar”, explica.

Como estava a estudar gestão, a competição permitia-lhe por em prática, de forma dinâmica, todas as áreas de estudo, desde a estratégia às operações, finanças, recursos humanos e marketing. No entanto este processo não foi isento de dificuldades e essas passaram, relembra, “por perceber que decisões nos iam colocar à frente ou atrás da concorrência. O desafio era perceber a dinâmica do mercado”.

Aprendeu ainda neste processo “a tirar o melhor partido das competências e pontos fortes de cada pessoa da equipa e, no final do dia, constatar que a união faz a força porque a diversidade de pensamento produz os melhores resultados”. Antes de ingressar na Fujitsu, Susana Soares teve uma experiência de trabalho internacional na Iberomoldes no México. E já na multinacional japonesa ocupou diversos cargos.

Prova simula o real
Para esta antiga participante existe um grande alinhamento entre os desafio de gestão colocados nesta competição e algumas situações reais de mercado com que as empresas se deparam todos os dias. “Como tal, é uma excelente oportunidade para preparar ou treinar competências para os desafios atuais e futuros do ambiente empresarial. Também ajuda a perceber que existe um processo contínuo de formação e estudo que não termina com a conclusão da vida académica. Permite alargar conhecimentos e entender o que é de facto a gestão e como o contributo de cada área vai ter impacto no resultado final da organização”.

Na prova, os participantes “têm de trabalhar em grupos multidisciplinares e de se unirem para superar desafios de gestão. A capacidade de liderança, gestão de crise e de perseverança são estimuladas e potenciadas, num ambiente muito próximo à realidade empresarial e não tanto numa vertente teórica ou académica”, realça Susana Soares. Às equipas que estão atualmente a disputar a edição de 2019 da competição, esta antiga participante aconselha para terem sucesso a “apostarem nas características únicas individuais e fazer um bom trabalho de equipa na análise das decisões tomadas, avaliação de cenários e seus impactos”.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

iseg_2019Católica_Porto_2019