Trabalhar em equipa para alcançar o sucesso

in Expresso, 13 de novembro de 2020

Elsa Correia participou na competição em 2004, integrando uma equipa de colaboradores da área dos Recursos Humanos do Banco Montepio.

A importância de trabalhar em equipa e de se chegar a consensos quando se gere uma empresa foram aprendizagens que Elsa Correia, de 49 anos, formada em Organização e Gestão de Empresas e pós-graduada em Mercados Financeiros e colaboradora do Banco Montepio há cerca de 20 anos, retirou da sua passagem pelo Global Management Challenge.

Nesta instituição bancária, Elsa Correia já passou por várias áreas dentro da equipa de Recursos Humanos. Neste momento está a trabalhar em employer branding e divulga a competição internamente nesta estrutura. Foi em 2004, através do repto lançado pelo diretor de Recursos Humanos do banco, que convidou colegas da área para integrar a prova. “À época, a participação de uma equipa inteira de Recursos Humanos foi algo disruptivo para a competição”, comenta a antiga participante. Lembra que “a equipa estava dividida por áreas e cada membro era responsável por uma delas e tinha de analisar as informações e condições enviadas semanalmente pela organização e pensar numa solução para a ‘jogada’”.

Reuniam-se às quintas-feiras à tarde para analisar as soluções. Eram sempre “encontros muito participados, como acontece nas empresas. Havia sempre muitos pontos de vista e argumentações, no entanto era o diretor-geral que tinha a responsabilidade de contribuir para chegar a consenso e tomar a decisão final, ou seja, a melhor jogada”, conta. Apesar do esforço, não conseguiram alcançar os resultados idealizados.

Gerir diferentes opiniões

Elsa Correia garante que neste desafio aprendeu que “cada um tem diversos pontos de vista sobre a mesma situação e por vezes todos estão corretos. Não é possível chegar à solução ótima, uma decisão implica sempre uma escolha, mas o grande ensinamento é que é sempre melhor chegar a consenso e trabalhar em conjunto. Ganhamos sempre quando trabalhamos em equipa, por isso, às vezes, temos também de saber ceder”.

Numa análise à competição, esta antiga participante refere que “o Global Management Challenge tornou-se um evento importante para as empresas. A participação nesta competição permite uma maior visibilidade e exposição junto de públicos mais jovens”. E para quem nele participa é uma oportunidade para desenvolver competências comportamentais na área da gestão, da tomada de decisão sob pressão, da capacidade de trabalho em equipa e de estreitamento de relações entre participantes da mesma empresa e com elementos de outras equipas.

A quem está atualmente em prova, Elsa Correia recomenda, para ter sucesso, que “ao longo da competição mantenham o hábito de se reunirem, analisarem diferentes ângulos com pensamento estratégico e decidirem em conjunto”.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

vbarros v finaliefp valadas