SDG
EXPRESSO
SIC
|

Parcerias estratégicas entre Portugal e a China

in Expresso, 14 de Janeiro 2017

Jorge Costa Oliveira, secretário de Estado da Internacionalização, e António Mexia, CEO da EDP, foram os oradores de uma “Conversas com sucesso” sobre as relações nacionais com o oriente.

A atração de investimento e as relações de negócio com o oriente foram pontos debatidos em mais uma edição das “Conversas com sucesso”, organizada esta semana em Lisboa pela rede AlumniGMC, formada pelos antigos participantes do Global Management Challenge e que teve como tema “a parceria estratégica China-Portugal”.

Num país tão grande como a China, pouco se sabe sobre Portugal. No entanto, a entrada da China Three Gorges (CTG) no capital da portuguesa EDP é tida no país como uma parceria de sucesso. Para Jorge Costa Oliveira, secretário de Estado da internacionalização, um dos convidados desta conversa, a forma de colmatar o desconhecimento face a Portugal é atraindo visitantes, dando a conhecer como o país é moderno e desenvolvido. António Mexia, outro dos convidados, lembrou que “a CTG entrou na companhia numa altura em que os mercados estavam fechados para Portugal, veio dar músculo sem provocar alteração na nossa estratégia e permitiu-nos maior capacidade no processo de internacionalização”.

Na opinião do gestor neste momento a mais-valia portuguesa é, em conjunto com empresas de outros países, fazer investimentos em mercados terceiros. Uma perspetiva partilhada por Jorge Oliveira. Acredita que o networking empresarial, político e o capital humano nacional vai permitir em algumas áreas fomentar parcerias para o investimento conjunto noutros países. É o que chama cooperação empresarial tripartida.

“Nós em muitos casos não temos escala, mas a nossa rede empresarial, seja em África ou na América Latina e a nossa rede política, permite-nos ter acesso a recursos que de outra forma empresas chinesas teriam maior dificuldade se fossem sozinhas”, frisou.
Por outro lado, as associações empresariais que exportam podem e devem começar a olhar para novos mercados e abrem–se potencialidades a oriente. O Fórum Macau que promove a ligação entre a China e os países lusófonos está a criar centros de distribuição logística de produtos oriundos destes países, alimentando plataformas de venda online. “A AICEP em conjunto com os CTT e o grupo Alibaba está a trabalhar na entrada e colocação de produtos portugueses em duas plataformas chinesas online”, finalizou.

Legenda da Foto: O diálogo entre Jorge Costa Oliveira (à esquerda) e António Mexia (à direita) foi moderado por Henrique Monteiro.
Jornalista/Expresso: Maribela Freitas
Fotógrafo/Expresso: António Bernardo

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Parceiros

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

aberturaScreen Shot 2017-01-18 at 14.25.36