Espanha com competições regionais

in Expresso, 11 de julho de 2020

Legenda da foto: Alejandro Segura

Apesar da situação difícil que o país vizinho tem vivido, a edição de 2019 está quase a terminar, com um novo modelo.

Espanha tem sido um dos países mais fustigados pela covid-19. Como em Portugal, também no país vizinho se registaram acertos de calendário, e o Global Management Challenge 2019, que deveria ter terminado em abril, encerrará agora até outubro, com a realização da final nacional. Nesta edição, Espanha ampliou de cinco para dez as competições regionais que realiza e das quais é escolhida a equipa campeã nacional.

“O Global Management Challenge em Espanha está a ser organizado por comunidades autónomas e atual­mente contamos com dez competições regionais que desembocam na final nacional, onde se escolhe o vencedor”, explica Alejandro Segura, organizador da prova no país vizinho. Ou seja, na prática, a competição processa-se de forma independente em cada um destes locais e depois as equipas vencedoras regionais disputam a final nacional, onde é selecionada a equipa vencedora a nível nacional.

Atualmente, as regiões com competição própria são a Andaluzia, Aragão, Castela-Mancha, Castela e Leão, Estremadura, Galiza, Madrid e Comunidade Valenciana. Há também uma competição da zona norte, que engloba o País Basco, Cantábria, La Rioja e Navarra, e mais uma outra que integra as Astúrias, a Catalunha, as ilhas Canárias, as ilhas Baleares e a região de Múrcia.

Tal como em Portugal, a covid-19 transtornou o calendário da prova em Espanha.

Este modelo foi iniciado em Espanha na edição de 2018 com a realização de competições em cinco regiões. Foi alargada para dez no Global Management Challenge 2019, e o objetivo de Alejandro Segura é aumentar este número. “Vamos continuar a desenvolver este modelo e trabalhar para arrancar com mais competições regionais na próxima edição. Espanha tem mais de 70 universidades, com sede em 17 comunidades autónomas e duas cidades autónomas, daí que os objetivos de consolidação deste modelo sejam muito claros”, revela.

O impacto da pandemia

Tal como em Portugal, a covid-19 “transtornou o calendário da prova em Espanha. Tínhamos a final nacional da edição de 2019 prevista para abril e retomaremos os eventos em breve, para encerrarmos a edição de forma satisfatória”, salienta o organizador.

Antigo participante do Global Management Challenge, Alejandro Segura aconselha as equipas em prova a tirarem o melhor proveito desta iniciativa. “Trabalhem com entusiasmo, de forma árdua, com preocupação em aprender, e tentem alcançar o consenso na equipa, aproveitando as habilidades de todos os seus membros. Milhares de equipas participam na competição e apenas uma vence a nível internacional. No entanto, todos os que aproveitam bem esta oportunidade, retiram daqui conhecimentos e habilidades muito importantes para o seu desenvolvimento profissional”, finaliza.

Jornalista/Expresso: Maribela Freitas

Últimas Notícias

Patrocinadores

Apoios

Organização

Contacte-nos

Tem alguma questão? Envie-nos uma mensagem rápida, e respondemos o mais rápido possível.

Não consegue ler? Mude o texto. captcha txt

Insira o texto para pesquisar e pressione Enter

professze gon